Frio-ou-Inverno-Aumenta-Risco-de-Infarto-4Com a chegada do inverno, a estação mais fria do ano, a incidência de doenças cardiovasculares aumentam em até 25% segundo a American Heart Association.

A queda da temperatura, pode desencadear uma diminuição da circulação sanguínea no coração, ocasionando problemas como a angina (dor no peito) ou infarto agudo do miocárdio, associado ou não a morte súbita. Os riscos crescem, principalmente, entre as pessoas que já apresentam alguma predisposição ou que sofrem de problemas do coração.

Em baixas temperaturas, é comum o organismo entrar em estado de hipotermia, ou seja, quando a temperatura corporal cai abaixo de 36º C e o sistema cardiovascular fica sobrecarregado por trabalhar mais para manter o equilíbrio térmico e as reações orgânicas. Essas respostas incluem constrição dos vasos sanguíneo, principalmente das artérias, fazendo com que o sangue circule menos até o coração. Isso pode causar desde  isquemia (falta de circulação nas artérias do coração) até uma respiração superficial pela boca e aumento da frequência cardíaca.

No período do inverno, o organismo também está mais suscetível às doenças virais, que podem fazer o organismo trabalhar mais para combater a infecção, causando desequilíbrio do músculo cardíaco, promovendo quadros de insuficiência cardíaca, onde o principal sintoma é a falta de ar durante os esforços.

O melhor a fazer é se prevenir, mantendo o check up em dia. Também ao primeiro mal estar, não esperar, procurar imediatamente um serviço médico, pois o diagnóstico precoce de um eventual problema cardíaco, pode salvar uma vida.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quatro × 3 =