obesidadeO Brasil tem sido apontado, há algum tempo, como um dos países com o maior número de pessoas obesas, chegando inclusive a índices muito próximos aos dos Estados Unidos, campeão mundial do ranking.

A cultura, os hábitos alimentares, a predisposição genética e hereditária, o sedentarismo e as questões emocionais, são elementos fortemente associados á obesidade.

Estudos comprovam que existem 28 doenças associadas á obesidade, dentre elas a hipertensão arterial, diabetes e dores ou problemas nas articulações e ossos.

A pessoa obesa sofre, além dos prejuízos á sua saúde como um todo, também aqueles relacionados ao desgaste emocional, negação da própria imagem ou difícil enfrentamento, bullying, depressão, ansiedade e isolamento social, além de baixa auto estima.

Hoje existem á disposição de quase todas as pessoas, inúmeros métodos, dietas, estratégias e tratamentos que podem ser utilizados para a redução do peso.

Todos eles precisam ser avaliados, adequados ao seu hábito/estilo de vida/necessidades, e também acompanhados por um médico especialista. Nem todos são tão bons e eficazes o quanto parecem, e muitos acabam inclusive, prejudicando mais a saúde do indivíduo do que ajudando.

Para se realizar uma dieta é preciso uma orientação, avaliação e acompanhamento não só do médico, mas preferencialmente, de toda uma equipe multidisciplinar.

Mais que uma mudança de hábitos, é necessária a reeducação alimentar e também a mudança de mentalidade. Não são raros os casos de pessoas que se submetem a cirurgias bariátricas e que acabam tendo inúmeros problemas, doenças e desconfortos por ter ainda, uma “cabeça de gordo”.

Não existem fórmulas mágicas para o emagrecimento, e aquelas que prometem resultados rápidos e em um cardápio muito restritivo, devem ser cuidadosamente observadas e avaliadas.

Importante frisar aqui que ninguém sobrevive, e pela vida toda, de uma alimentação baseada em sucos, shakes, sopas de potinho, grãos e outros elementos únicos. Todos nós precisamos de uma refeição que tenha o maior número possível de nutrientes, e em porções fracionadas e moderadas.

Enfim, a perda de peso continua sendo um dos grandes desafios para a maior parte das pessoas, e em especial para as mulheres, sempre preocupadas com sua aparência física.

Procure sempre um especialista, e esteja de fato disposto a mudar seus hábitos, mentalidade e comportamentos associados á alimentação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quatro + 1 =