easterPara as crianças, é tempo de festejar o coelhinho da Páscoa, ganhar ovos de chocolate, e passar dias e dias tentando devorar esses deliciosos agradinhos. Porém todos esses mimos embalados em lindos papéis coloridos podem trazer um estrago enorme à saúde das crianças, se consumidos sem cautela e em exagero.

É natural que o consumo de chocolate aumente nesse período e quem tem filho deve começar a refletir sobre o assunto, pois é ai que está o perigo…

Se deixar, as crianças devoram vários ovos de chocolate num dia e nós adultos não controlarmos a situação, elas podem ficar com diarreia, cólicas, apresentar enjôos, vômitos e até ficarem “super ativas” ou perderem o sono devido à presença da cafeína nos chocolates.

Recomenda-se que crianças de 1 ano consumam no máximo o equivalente a uma colher de sopa por dia de chocolate, e que as de 2 a 5 anos não ultrapassem o limite diário de 30 gramas.

Uma informação muito importante é a de que o chocolate “diet” merece atenção, pois como não tem açúcar em sua composição, seu teor de gordura é maior, para garantir a mesma textura/consistência.

Acreditem, o chocolate “diet”, em alguns casos, chega a ser mais calórico que o comum, por isso é indicado apenas para diabéticos, não para pessoas com restrição calórica ou em dieta para perda de peso. Mesmo assim os diabéticos não devem abusar do chocolate diet.

Se seu filho está “brigando com a balança”, a melhor opção é o “light”, que pode apresentar até 25% menos calorias.

As crianças portadoras de doença celíaca não podem comer ovos de páscoa que contenham glúten, logo, muita atenção aos rótulos, pois muitos chocolates podem, por sua vez, conter justamente adição de cereais e glúten. Sem falar naqueles ovos crocantes, recheados, entre outros

Outro alerta vai para as crianças que possuem intolerância à lactose (açúcar do leite): uma boa opção para esse caso são os chocolates feitos à base de soja.

Os ovos de Páscoa oferecem cada vez mais atrativos para conquistar a preferência da criançada. Os produtos que trazem brindes são muito procurados, mas nem sempre são seguros. Por isso alguns cuidados precisam ser considerados na hora da escolha.

Crianças menores de três anos ainda levam tudo à boca e não devem brincar com objetos pequenos sob o risco de engasgo.

Muitas vezes, os brindes que acompanham os ovos de chocolate possuem peças muito pequenas, que podem se soltar, oferecendo grave risco de sufocação para a criança. Outro cuidado está ligado aos materiais utilizados na fabricação dos brinquedos, que devem ser atóxicos.

Se, no caso do ovo de Páscoa, o brinde for um brinquedo, o selo de certificação é indispensável e, caso o produto não o tenha, sua venda é proibida. Deve conter o selo do Inmetro (Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia).

Cuidado com ovos artesanais!

Ao entregar os ovos para as crianças, retire as fitas e cordões que os embalam e não deixe de supervisionar com frequência a brincadeira das crianças, principalmente se forem de idades diferentes.

Não é incomum crianças colocarem peças menores dos brinquedos (brindes) no ouvido e nariz. Cuidado!

Em caso de qualquer sintoma dos mencionados acima ou de sinais de alergia, não espere para levar seu filho ao médico ou ao pronto socorro. Nunca podemos mensurar o tamanho de uma alergia, somente um médico tem condição de fazer um bom diagnóstico e indicar a conduta correta a ser seguida.

Nós da Nantú Consultoria desejamos as famílias muito mais que simples ovos de chocolate… Que traga muita Saúde, Amor, Felicidade e União…

Boa Páscoa!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

18 − um =