imagem

Os homens, varões da sociedade, e ainda vistos por muitos (e por eles mesmos) como “o braço forte”, também adoecem. Sim, pode parecer incrível e um tanto quanto óbvio, mas esta afirmação, não tem sido nada fácil e nem aceitável para muitos homens – e mulheres também.

Eles adoecem menos do que as mulheres, porém, quando tem algum tipo de enfermidade, tem mais chance de morrer do que elas, e assim tem sido nos últimos anos.

É o que diversos estudos internacionais e nacionais tem nos mostrado, e que de fato, acabaram sendo, a grande alavanca para o despertar da consciência da população masculina e também para a implantação de várias ações nas esferas pública e privada de prevenção ás doenças que mais acometiam os homens.

Dentre as 03 principais causas de morte nos homens na idade de 20 a 59 anos, podemos citar em ordem crescente:

1 – Causas externas (acidentes, lesões, envenenamentos);
2 – Doenças do aparelho circulatório (AVC, infarto, hipertensão);
3 – Tumores diversos (próstata, pulmão…);

Os homens, por diversas questões – culturais, sociais, educacionais, se previnem e se cuidam menos do que as mulheres. Não são muitos aqueles que estão atentos com sua saúde, e que resolvem procurar ajuda médica quando percebem que algo pode estar errado. Quando se chega aos 40 então, e vai chegando perto de se realizar o exame de próstata (o qual falaremos em nosso próximo artigo)…nem se fale! Hajam medo, tabus, preconceitos, paradigmas….muitos passam longe!

O fato é que, a população masculina, tanto quanto a feminina, precisa de atenção e de programas e cuidados específicos relacionados ao gênero.

Atitudes de prevenção simples, como realização de check-ups anuais para verificação das condições de saúde são fundamentais. O rastreamento através do exame de sangue já é capaz de revelar muitas coisas: desde problemas cardíacos, risco de infarto, até colesterol, diabetes e hormônios.

Os hábitos saudáveis também são importantíssimos, e se constituem como uma das peças principais na manutenção da saúde masculina: prática de exercícios físicos, alimentação saudável, e evitar os maiores vilões – álcool, cigarro e stress.

Neste texto, pretendemos alertar “as colunas” da maior parte das famílias – as mulheres. Estas também tem um papel fundamental na saúde dos homens, pois assim como diz o ditado: “Atrás de um grande homem existe uma grande mulher”, é real!

Somos peças chave fundamentais no cuidado da saúde de nossos homens, sejam eles maridos, namorados, pais, irmãos, filhos…

Portanto, esteja atenta á este mês: o novembro azul, e aproveite esta oportunidade enorme que as mídias vêm fazendo, as campanhas de conscientização, e converse sobre isso com eles!

Da mesma forma como simbolicamente, o mês de outubro se tornou um mês “rosa” e para lembrete da prevenção de doenças da população feminina, o mês de novembro vem se consagrando cada vez mais como o mês “azul”, e para a lembrança e conscientização na necessidade de prevenção na saúde do homem!

Durante todo este mês, falaremos sobre diversos assuntos relacionados à saúde do homem; nos acompanhe em nosso site e nas mídias!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezenove + seis =