11481_HirsutismoA maioria das mulheres não gosta de pelos pelo corpo, vive se depilando ou buscando métodos definitivos de aniquilá-los.

Imaginem só se a quantidade de pelos que uma mulher tem, resolver de uma hora para outra aumentar desenfreadamente? Um drama, um caos, enfim um verdadeiro horror!

É uma queixa comum em mulheres jovens antes dos 45 anos.

As mulheres possuem pelos finos ou até penugens acima dos lábios, queixo, região do tórax, abdômen, algumas nas costas, além de braços, pernas, axilas e pelos pubianos.

Quando há um crescimento anormal desses pelos, um engrossamento, escurecimento, chamamos de hirsutismo, um crescimento que é típico do sexo masculino.

Na maioria dos casos, é difícil se identificar a causa exata, mas é muito comum ser encontrado nessas mulheres um aumento na produção de hormônios masculinos.

Também o fator hereditário é muito presente no hirsutismo. Mulheres com a síndrome do ovário policístico pode ser aí reconhecido e ainda as que façam uso de alguns tipos de medicamentos podem apresentar esse crescimento indesejado de pelos.

Uma deficiência na glândula tireóide ou na supra-renal também podem “bagunçar” uma outra parte hormonal que resultará no aumento dos hormônios masculinos, chamados de androgênios.

Caso ocorra tal situação, a mulher deve procurar um profissional médico para primeiramente diagnosticar o porquê de estar ocorrendo esse aumento de pelos. Para isso o profissional terá inúmeros recursos, desde a história clínica da paciente até exames para fechar um diagnóstico e iniciar um tratamento adequado.

Enquanto se trata a causa do problema, a mulher tem uma gama enorme de formas para acabar com os pelos indesejados. Algumas formas temporárias, outras definitivas, ou seja, variam desde os vários tipos de depilação com cera até a depilação a laser.

Lembrando que a depilação a laser deve sempre ser indicada por um bom profissional da área.

O tratamento na maioria das vezes é longo, requer paciência e persistência por parte da mulher. Mexe com a auto-estima e não são raras as vezes em que o apoio psicológico se faz necessário também.

Não tente resolver o problema de excesso de pelos com sua fiel depiladora ou receitas caseiras, pois muitas vezes o problema real pode ser grave. Busque a causa, trate com um médico e continue com sua amada depiladora.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

7 − 2 =