Baladas-San-DiegoChegou a hora da “balada”, como ter certeza que os jovens estarão realmente livres dos perigos neste tipo de ambiente?

Por mais que os pais saibam onde seus filhos irão e com quem estarão, a cada dia mais o acesso a drogas ilícitas dentro das baladas aumenta e o jovem não precisa ser maior de idade para adquiri-la.

Os chamados “dealers”, traficantes que fazem o comércio da droga, se disfarçam de frequentadores da balada, trajando as mesmas vestes da moda, para vender aos jovens que encontram-se vulneráveis. Eles costumam ficar perto dos banheiros e por vezes na pista de dança.

Qualquer droga pode ser solicitada previamente por frequentadores assíduos, mas os jovens desavisados ou que por algum motivo resolvam experimentar ou se rendam às abordagens feitas pelos “dealers”, encontrarão facilmente três drogas mais comercializadas nas casas noturnas.

O Ecstasy é a mais comum, conhecida como “bala” ou “balinha, são encontradas na forma de comprimidos e causam uma sensação de euforia e prazer, é uma droga estimulante. Ë um tipo de anfetamina misturada a outras substâncias como a cocaína, cafeína ou outras para render mais e desta forma aumentam os males causados ao organismo.

O jovem sentirá uma sensação de leveza e poder, mas apresentará ansiedade, paranoia, suor em excesso e aumento dos batimentos cardíacos.

O LSD é uma droga com poder alucinógeno, que é vendida no formato de papel (tipo um selo de carta pequeno), que é colocado na boca e dissolvido.

É conhecido como “doce” e pode provocar sérias distorções no funcionamento cerebral de quem usa.

Os efeitos causados variam de tremores, aumento dos batimentos cardíacos, da pressão arterial, da temperatura corporal, pupilas ficam dilatadas e pode chegar a uma convulsão.

O MDMA está se popularizando cada vez mais. Ele é feito da mesma substância do Ecstasy, porém são dissolvidos em água e misturados à bebidas, propositalmente ou acidentalmente, ou seja, sem que o jovem perceba.

É uma droga estimulante que causa alterações no sistema nervoso central, fazendo com que a percepção das cores mude e a intensidade da luminosidade e dos sons aumentem sensivelmente.

As três drogas descritas causam também muita sede, fazendo com que o jovem tenha a necessidade de ingerir bastante água.

Como fazer para os jovens não entrarem no mundo das drogas ao frequentarem as baladas?

Devem ser orientados pelos pais sobre os efeitos nocivos das drogas, dos riscos que as mesmas possuem para o organismo e dependência. Jamais afirmem que droga é ruim, pois no início a sensação é de bem estar. O que deve ser enfatizado, é que as consequências que as drogas trazem é que são maléficas e para isso os pais devem conhecer um pouco deste submundo.

Fiquem atentos a agitação, alterações de comportamento, sede em excesso, febre e aumento de batimento cardíaco.

A prevenção é nossa maior aliada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

18 + dezesseis =