dentição infantil 2Os cuidados com os dentes da criança devem começar logo após seu nascimento. E muitas vezes, é ainda nesta fase que muitos problemas podem acontecer e repercutir no futuro da saúde oral das crianças.

A famosa cárie de mamadeira, gerada devido ao hábito das crianças em mamar a mamadeira, em especial antes de dormir, e não ter uma higienização oral adequada após, é o principal motivo. Daí podem surgir as primeiras cáries.

Já na idade escolar, e com a introdução de outros tipos de alimentos, incluindo doces, salgadinhos e industrializados, as chances de se ter cárie aumentam ainda mais. Estas substâncias, riquíssimas em açúcar e outras substâncias que “colam” nos dentes, causam a maior incidência de cáries. Para se ter uma idéia, a cárie atualmente, é um dos maiores problemas de saúde pública, e que acomete 99% das pessoas no mundo todo.

É fundamental cultivar o hábito de escovar os dentes junto com a criança, que dará às mesmas o exemplo real de higiene e do uso da escovação e do fio dental.

Citaremos aqui alguns cuidados básicos com os dentes da criança, desde o primeiro ano de vida até a idade escolar:
– No nascimento dos primeiros dentes do bebê, após cada mamada (na mamdeira ou no peito), limpe a cavidade oral e a gengiva com uma gaze umedecida com água filtrada, e não utilize flúor extra ou pomadas e cremes que anestesiem e minimizem o incômodo dos primeiros dentinhos. Ao invés disso, ofereça à criança mordedores;
– Não dê leite para a criança na cama ou berço antes de dormir. Além de ser um hábito perigoso devido ao risco de engasgo, aumenta de maneira significativa a incidência de cárie. Caso a criança chore muito e esteja muito acostumada com a mamadeira, ofereça água ao invés de leite;
– Pratique a higiene oral ao lado de seu filho. Esta prática não só o ensinará como irá cultivar seu hábito constante;
– Ensine-o desde cedo a escovar os dentes sempre após cada alimentação, em especial após a ingestão de doces, salgadinhos e bolachas;
– Evite alimentos ricos em açúcar, e substitua seu uso por mel ou açúcar mascavo, que são menos prejudiciais á saúde dos dentes;
– Caso a criança utilize aparelhos dentais, oriente-o quanto á escovação de cada uma das partes de forma detalhada;
– A sucção não nutritiva (uso de chupetas ou dedo) tem sido motivo de controvérsia entre os profissionais de saúde. Enquanto a maior parte dos pediatras estimule seu uso até os 04 anos de idade com o argumento de auxílio no desenvolvimento infantil e supressão de suas necessidades orais, a maior parte dos dentistas critica seu uso devido ao aumento do risco da implantação de dentes “tortos”.

Nossa orientação é de sempre consultar-se com um dentista, de preferência a partir dos dois anos de idade, gerando também desta forma uma cultura de saúde e prevenção oral á criança. E lembre-se: dê o exemplo sempre, pois os pais acabam sendo “espelhos” para os filhos, em especial nos primeiros anos de vida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

onze + 20 =