alimentacaoO idoso, acima de 65 anos de idade, possui inúmeras características peculiares a sua faixa etária. As modificações do organismo e seus sistemas, além dos aspectos físicos e emocionais são características marcantes da terceira idade.

E, para suprir estas necessidades diferenciadas e atender a todas as suas necessidades, a alimentação do idoso requer alguns cuidados.

Ela precisa possuir todos os nutrientes necessários e de maneira equilibrada: proteínas, vitaminas, sais minerais, fibras, gorduras e água. Precisa também ser oferecida com calma, em um ambiente tranqüilo e em média, a cada três horas, respeitando-se: café da manhã, lanche da manhã, almoço, lanche da tarde, jantar e lanche da noite.

A alimentação do idoso requer também alguns cuidados específicos quanto a sua operacionalização. Citaremos abaixo algumas dicas de como torná-la saborosa, agradável e segura:

– Planejar as refeições, em conjunto com o idoso, baseada em suas preferências, sem contudo, esquecer-se de suas necessidades. Uma alimentação saborosa é fundamental!

– Lavar as mãos antes das refeições: a contaminação alimentar por uma má higienização pode acarretar em sérios problemas como diarréia, vômitos e intoxicação, que por sua vez, podem ser fatais ao idoso;

– Unir a família às refeições é, além de algo muito prazeroso, motivacional quando mais pessoas se encontram reunidas. Remete o idoso aos tempos passados, e a uma época em que ele viveu.

– Cortar ou triturar muito bem os alimentos.

– Orientar os idosos a comer devagar e a mastigar bem os alimentos. Não são raros os casos de engasgo em idosos, que tem a capacidade de deglutição prejudicada.

– Evitar tomar líquidos durante as refeições, a fim de não produzir uma sensação de falsa saciedade e conseqüente déficit alimentar, além de empachamento (estufamento e gases).

– Evitar alimentos gordurosos e com excesso de sal. Idosos tem problemas freqüentes com colesterol e hipertensão, e que pode ser agravado com o consumo em excesso destes componentes.

– Incentivar o consumo de frutas, hortaliças e iogurtes. Eles ajudam a regular as funções corporais, combater radicais livres e aumentam a defesa do organismo.

– Manter o peso dentro dos limites saudáveis e incentivar, acompanhar ou auxiliar na prática de exercícios simples, sem um alto grau de dificuldade, como por exemplo, as caminhadas e banhos de sol. Estas atividades ajudam a manter a movimentação corporal, a absorver melhor certos tipos de nutrientes e a prevenir problemas ósseos e articulares.

E concluindo, faça tudo isto, com MUITO CARINHO. Certamente, com estas e outras atitudes, deixaremos nosso querido idoso mais seguro, confiante e feliz!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezesseis − quinze =