verao
O Verão é uma época bastante convidativa à passeios ao ar livre, nas praias, piscinas e viagens. Afinal de contas, poucas pessoas querem ficar em casa com o sol brilhando lá fora, não é verdade?

Porém, com o excesso de sol, as altas temperaturas e a sensação de sede aumentada, alguns cuidados precisam ser tomados.

Nas altas temperaturas, a velocidade de multiplicação das bactérias fica muito aumentada, e com isso, a contaminação dos alimentos também.

Um dos maiores perigos para adultos, crianças e idosos é a ingestão de alimentos contaminados. Eles podem causar inúmeros problemas, desconforto, doenças graves e em casos mais severos, até a morte.

Desidratação, vômitos, diarreia, alergias, dores no corpo e febre são alguns dos sintomas que podem caracterizar uma intoxicação alimentar. E nem sempre, dependendo dos alimentos e do tipo de bactéria, conseguimos perceber alguma alteração em suas características gerais, cheiro ou odor. Portanto, não podemos confiar sempre naquilo que vemos, sentimos ou cheiramos.

Por isso, alguns cuidados são essenciais na hora de consumir qualquer tipo de alimento ou bebida:

– Olhe sempre o prazo de validade, e mesmo assim, caso perceba alguma alteração no alimento, não consuma;
– Evite o consumo de alimentos que ficam muito tempo expostos ao calor e mal protegidos, em especial aqueles vendidos na praia e na rua. Não sabemos as condições de higiene no preparo, embalamento (quando há) e conservação dos mesmos. O sol, calor, areia, a manipulação e conservação inadequadas são um prato cheio para a multiplicação de bactérias;
– Tome cuidado também com os líquidos ingeridos: nem sempre sucos, chás, mates e o gelo são preparados com água potável e em recipientes limpos;
– Preste atenção na manipulação de qualquer tipo de alimento: as pessoas que lidam com dinheiro não podem ser as mesmas que servem e tem algum contato com os alimentos; luvas devem sempre ser usadas a fim de evitar o contato direto com a comida e bebidas;
– As mãos devem ser lavadas sempre: pratique isto e observe se as pessoas que servem alimentos também o fazem. As mãos são o principal veículo de transmissão e contaminação de inúmeras doenças;
– Em casa: evite ficar com a geladeira muito tempo aberta e evite aberturas constantes – além disto diminuir a temperatura ideal interna também aumenta o consumo de energia elétrica;
– Alimentos devem sempre ser mantidos embalados, protegidos, em locais arejados e longe do sol, e atente aqueles que devem sempre estar refrigerados;
– Beba bastante água! A desidratação neste período de calor intenso é muito frequente, em especial, em crianças e idosos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

um × cinco =