Há um aumento dos casos de caxumba em São Paulo. O número é quatro vezes maior do que o registrado no mesmo período do ano
passado. Vamos conhecer um pouco desta doença:

A caxumba, conhecida como papeira, é uma doença infecciosa e contagiosa aguda causada por vírus.

Os sintomas da caxumba normalmente aparecem 2 a 3 semanas depois que a pessoa foi infectada, no entanto, quase 20% das pessoas
com o vírus não apresentam sintomas.

O principal sintoma da caxumba é parótidas dolorosa e inchada (glândulas salivares), mas pode ocorrer dor e dificuldade para
engolir, cansaço e fraqueza, febre alta, dor de cabeça, enjoo, boca seca, dor nas articulações e diminuição do apetite.

A prevenção por meio de vacina específica é o melhor tratamento, ou seja, a tríplice viral, imuniza a pessoa contra sarampo, caxumba e rubéola. Devemos seguir o calendário vacinal (12 meses de idade) ou orientação médica para reforço vacinal.

O nosso sistema imunológico produz anticorpos durante a infecção, fornecendo imunidade ao longo da vida. Por isso é muito raro ter mais do que um episódio de papeira.

A caxumba pode ser transmitida através da saliva infectada com o vírus, logo, devemos nos proteger de espirros e tosses de pessoas contaminadas, não usar os mesmos talheres, não compartilhar comida e/ou bebida, não beijar.

O diagnóstico da caxumba é clínico, por meio dos sintomas apresentados e não existe um tratamento antiviral específico.

Uma complicação da caxumba é inflamação dos ovários e dos testículos, podendo levar a esterilidade se não for tratada de forma adequada.

Previna-se!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dois × quatro =