imagem

Parece que criança e verdura são inimigos fiéis, uma frutinha às vezes passa como amiga, mas decididamente poucas são as crianças chicórias, não é mesmo?

Porém frutas, verduras e legumes são fontes riquíssimas de vitaminas, fibras e minerais, são fundamentais para a saúde dos nossos filhos.

Como mães e pais, começa nossa batalha em prol dos vegetais…

Aqui vão algumas dicas para que possamos vencer a grande batalha, tendo como recompensa um lindo sorriso no rosto das nossas crianças, sem ficarmos de “cabelos em pé”.

1. Que tal levar a criança na feira ou quitanda? Assim ela poderá tocar, sim deixe-a tocar nas variadas texturas e cores dos legumes e frutas que vir pela frente, como se fosse uma mesa de balas coloridas … deixe-a tocar no tomate vermelho, na beterraba, no pimentão amarelo, na alface verde, no repolho que mais parece uma bola, pois é dessa forma que despertará nela a CURIOSIDADE!

2. Vamos investir no formato e no colorido dos alimentos? Compre aquelas forminhas com desenhos de personagens, de bichinhos, números, enfim varie de acordo com a faixa etária de seu filho, corte os legumes e frutas e torne o prato uma brincadeira. Já pensaram em transformar um tomate em uma borboleta? Ou montar a data de aniversário do filhote?

3. Por que não colocar nomes engraçados nos alimentos? Usem a criatividade, podem pegar nomes de uso da própria criança: “Hoje vamos ter tubarões para colocar no macarrão” ou “Quem vai comer Sr. Chuchú e achar a surpresinha escondida dentro dele?”

4. Nós adultos somos chatos, insistimos em dar legumes e verduras nas refeições: Que tal no lanche oferecer um hot dog com cenoura ralada no lugar de batata palha?

5. Esqueça que seu filho é criança no quesito esperteza: NUNCA diga na frente dele que ele não come nada ou que não come verdura e legumes de forma alguma, pois essa frase com certeza se voltará contra você na primeira oportunidade. Criança, porém esperto!

6. Por último, se você tentou um determinado legume uma vez e ele não gostou, tentou de outra forma e mesmo assim ele não gostou, este é o paladar do seu filho, respeite. Também não gostamos de tudo, não é mesmo?

Lembrem-se que deixá-los manipular os alimentos (lavar, amassar, cortar com a forminha, montar o pratinho) é meio sucesso garantido. Fica como dica.

Criança gosta de brincar até na hora de comer!

Não force seu filho a comer, ensine seu filho a desenvolver o tato, olfato e paladar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quatro × cinco =