imagem

O câncer de mama é o mais incidente na população feminina mundial e brasileira, excetuando-se alguns tipos de casos de câncer de pele. Muitas políticas de saúde nessa área vêm sendo desenvolvidas no Brasil desde os anos 80, e cada vez tem visto uma evolução dos mesmos e nos resultados alcançados. Mesmo assim, ainda é assustador o número de mulheres que são afetadas por esta doença diariamente.

Existem vários tipos e várias manifestações do câncer de mama, incluindo o local afetado e a agressividade do tipo de tumor, além do tempo em que o mesmo foi instalado no organismo.

O sintoma mais comum do câncer de mama é o aparecimento de um nódulo, geralmente indolor, duro e irregular, porém, existem tumores que são de uma consistência mais branda, de aspecto globoso e com sua limitação bem definida. Outros sinais que podem aparecer são as alterações na pele que lembram o aspecto de uma casca de laranja, que fazem uma retração na pele, causam dor, inversão do mamilo, vermelhidão, descamação ou lesões, além de saída de secreção em uma das mamas e de maneira espontânea. Esta secreção geralmente é transparente, mas também pode ter aspecto rosado ou avermelhado. Nódulos palpáveis na axila (semelhante á íngua) também podem surgir na ocasião da doença.

Portanto, o rastreamento (investigação) é fundamental para a descoberta do problema, e é importante lembrar que, quanto mais cedo se faz o diagnóstico, mais chances de cura e de um tratamento menos agressivo a mulher terá. Por exemplo, lesões com menos de 02 cm são aquelas com um melhor prognóstico e chances de cura.

A prevenção do câncer de mama está relacionada ao controle dos fatores de risco que são reconhecidos e identificados pelo médico. Os fatores hereditários e os associados ao ciclo reprodutivo da mulher não são passíveis de mudança, porém aqueles relacionados ao estilo de vida, como obesidade, sedentarismo, consumo excessivo de álcool e terapia de reposição hormonal, são modificáveis. As pesquisas têm indicado que, por meio de uma alimentação saudável e a atividade física é possível reduzir em até 28% o risco de a mulher desenvolver o câncer de mama.

O autoexame das mamas também se constitui em uma medida excelente, fácil, rápida e muito prática, ao passo que qualquer mulher pode fazê-lo. Algumas recomendações existem para o exame: não realiza-lo no período pré-menstrual, pois frequentemente, a dor e o incômodo surgem, dificultando a eficácia do mesmo e a desistência por parte de algumas mulheres.

Para realizar o autoexame, a mulher deverá fazê-lo de frente para um espelho, sem a parte de cima da roupa, e observar cuidadosamente o aspecto de suas mamas com os dois braços pendurados ao longo do corpo: verificar se existem alterações no formato, tamanho entre elas e existência de um aspecto diferente na pele. Depois, colocar os dois braços acima da cabeça, observando as mesmas características. Repita o mesmo procedimento, desta vez, com as mãos em sua cintura. E finalmente, esprema de maneira suave, cada um dos mamilos verificando se existe a saída de alguma secreção.
Para realizar o autoexame no chuveiro ou deitada, coloque a mão direita atrás da cabeça; deslize os dedos indicador, médio e anelar da mão esquerda suavemente em movimentos circulares por toda mama direita; repita o movimento utilizando a mão direta para examinar a mama esquerda. Caso haja qualquer alteração, procurar imediatamente seu médico.

Segundo a política brasileira de controle do câncer de mama, a recomendação para as mulheres de 50 a 69 anos é realizar a mamografia a cada dois anos, e o exame clínico a cada ano. Para as mulheres com 40-49 anos, é indicada a mamografia a cada dois anos caso haja alguma alteração no exame clínico anual. Mulheres que pertencem a um grupo de risco (fatores associados de obesidade, tabagismo, álcool, antecedentes familiares) devem realizar tanto o exame clínico como a mamografia anualmente. O autoexame deve ser realizado com frequência pelas próprias mulheres.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

5 × dois =