bolhas nos pésÉ nos pés e nas mãos que as bolhas aparecem e a culpa é do atrito causado, por exemplo, por calçado apertado ou pelo uso repetitivo de algum objeto, por exemplo, uma raquete de tênis.

As incômodas bolhas não são mais que pequenos depósitos de fluido sobre a pele, com forma arredondada e de tamanho variável. Podem aparecer em qualquer área do corpo, embora alguns locais sejam mais favoráveis, por exemplo, os pés. Isso porque o tipo e tamanho do calçado usado, é uma das principais causas das bolhas.

Todos nós, adultos e crianças, sofremos o mal-estar causado por uma bolha no calcanhar ou mesmo na planta do pé, por culpa de sapatos novos, ou com a numeração errada (menor ou maior), ou de algum pequeno objeto que entra no sapato e não se remover (nesse caso, ficar atento com as crianças).

Aquilo que começa como um agradável passeio acaba, muitas vezes, com bolhas nos pés… Mas as mãos também sofrem.

Sobretudo daquelas pessoas que têm de manusear repetidamente um mesmo objeto, podendo ser um objeto de lazer ou ferramentas de trabalho, e que o fazem sem a proteção de luvas. O atrito acaba por sensibilizar a pele e o resultado é uma ou mais bolhas.

Além da fricção, também as queimaduras são uma causa frequente para formação de bolhas. O derrame de líquidos quentes ou de produtos químicos ou tóxicos sobre a pele pode ter esse efeito.

No mínimo, as bolhas incomodam. Algumas causam dor e podem ser impeditivas para se fazer alguns movimentos – é o que acontece com as que aparecem na sola ou no calcanhar do pé. Passa a ser necessário tratá-las para que a pele recupere a sua textura habitual.

O primeiro cuidado que devemos ter, é o de NÃO estourar a bolha, deixando-a descoberta. É que a pele funciona como uma proteção à prova de bactérias, prevenindo possíveis infecções. E assim intacta, a bolha acabará por desaparecer sozinha.

No entanto, se a bolha estiver localizada numa área sujeita a fricção, como o pé, devemos protegê-la, colocando um curativo sem fazer pressão. Pode acontecer de a bolha estourar, nesse caso, é importante lavar o local com água e sabão neutro, e NÃO remover a pele que sobrar. Colocar um novo curativo para proteger o local.

Caso a bolha cause muito incômodo por seu tamanho ou local que esteja, é melhor drenar o líquido que existe no seu interior. Nesses casos, é indicado que o médico faça esse procedimento. É importante prevenir o risco de infecções. Se a bolha criar pus, se ficar vermelha, se a pele inchar ou ficar quente é preciso procurar ajuda médica – são sinais de infecção.

As crianças pequenas não sabem falar que o sapato está apertado ou largo, que uma pulseirinha ou colarzinho está gerando atrito no pescoço ou punho, que o sol está muito quente e sua pele está ficando queimada demais, logo, prestem atenção e verifiquem com freqüência se não há nada que esteja incomodando os pequenos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dois + 5 =