modelo-de-imagem-quadradaMuitas são as perguntas que surgem sofre fimose, fazer ou não a “massagem” durante o banho no pênis da criança? Como lidar com a situação de forma correta?

Primeiramente, NÃO se faz mais “massagem” para se tentar expor a glande (cabeça do pênis), por ser uma região muito vascularizada.

Temos como consequência direta da fimose, a Balanite e a Balanopostite.

A Balanite é uma inflamação da mucosa que reveste a glande que pode vir junto com uma infecção ou não, geralmente ocorre em meninos portadores de fimose. Quando a inflamação é mais extensa, ou seja, afetando a mucosa e o prepúcio (pele que recobre a glande), chamamos de Balanopostite.

Nos dois casos, a doença está principalmente relacionada com o estreitamento do prepúcio, ou seja, a pele que recobre a glande, que fica muito “apertadinha” e dificulta a limpeza adequada da região, favorecendo assim infecções locais e urinárias.

Os meninos que possuem fimose devem ter sua higiene íntima redobrada, pois a descamação de células mortas da pele, óleos e gorduras produzidas pelas glândulas do pênis, formam uma “pasta” branca chamada esmegma, que favorece a cultura de bactérias, vírus e fungos.

Como podemos perceber que algo vai mal nessa região com nosso filho?

A região do pênis começa a ficar irritada, dolorida, coçar, apresentar descamação de pele e pode aparecer uma secreção, o famoso “pus” com cheiro nada agradável. Também o jato urinário fica mais “curto”, a criança não consegue fazer grandes façanhas na hora de fazer “xixi”.

A glande fica avermelhada, podendo surgir feridinhas e inchaço, dificultando para fazer “xixi”.

O diagnóstico deve ser feito por um médico de sua confiança, um pediatra ou urologista. O tratamento é bastante variado, pois dependerá do grau de acometimento do local.

Recomendações:

– Aproveite a hora do banho para caprichar na higiene de pênis. Retraia o prepúcio no limite que der, para poder lavar completamente a glande e retirar a sujidade;

– NÃO faça massagem no prepúcio para tentar abri-lo mais, pois é uma região muito irrigada e pode causar rompimento de vasos sanguíneos, a hemorragia;

– Previna as reações alérgicas, evitando roupas íntimas fabricadas com tecido sintético, prefira as cuecas de algodão;
– Não deixe que seu filho permaneça com sunga molhada durante muito tempo;

– Ensine seu filho a lavar as mãos para manipular o pênis, a começar para fazer xixi. Sei que a tarefa não é nada fácil, mas a criança com esse probleminha de fimose está mais susceptível a adquirir infecções;

– Procure um médico especialista para uma avaliação.

Vamos cuidar da saúde íntima dos meninos também. Eles nos agradecerão!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 × 2 =