post-amamentar-nantuO leite materno é a alimentação mais adequada e completa ao bebê na faixa etária de 0 a 06 meses. Os estudos internacionais tem demonstrado, cada vez mais, a gama de benefícios ao bebê que mama no peito, dentre estes: prevenção de infecções, criação de anticorpos, formação de vínculo com a mãe, aconchego, hidratação, e sobretudo, a alimentação mais segura, completa e adequada.

Porém, nem sempre a futura mamãe tem o acesso ás informações e orientações adequadas e em tempo hábil, gerando inúmeras vezes, frustação, desconforto e sofrimento quando o bebê nasce e chega a hora de amamentar.

Dentre os principais problemas enfrentados pelas mamães na amamentação estão o aparecimento de rachaduras, fissuras ou traumas mamilares, e que são consequentemente, um dos principais motivos do desmame precoce.

Sem dúvida, a principal causa que leva ao aparecimento das rachaduras nos mamilos são a pega ou a posição incorreta do bebê que mama no peito. Sem a correção destes fatores, é inevitável a falha na aplicação de uma medida terapêutica efetiva. Por isso, além de se aplicar o tratamento adequado, é preciso também corrigir a pega e posição do bebê, para que outras lesões não apareçam ou não haja agravamento das já existentes.

Alguns cuidados preventivos são bastante eficazes para se prevenir o aparecimento destas lesões:
– não deixar as mamas muito cheias de leite, mas tirar o excesso (de preferência manualmente – ordenha) pouco antes de amamentar;
– amamentar em livre demanda, para que não haja o ingurgitamento das mamas e o bebê não sugue com força tão excessiva;
– ao retirar seu bebê do peito, sempre coloque o dedo indicador no canto da boca do bebê, para que a sucção seja interrompida antes da retirada do mesmo;
– não usar intermediários de mamilo, pois acabam piorando ou levando ao aparecimento das lesões;
– procurar sempre a ajuda de um profissional, pois o diagnóstico correto e a ajuda só são possíveis ao se observar a mamada;

Caso as lesões já tenham ocorrido, o que fazer?
– atualmente, o que tem demonstrado mais resultados é o uso do tratamento “úmido”, que inclui o próprio leite materno no local machucado, pois a umidade favorece a cicatrização. Porém, antes do seu uso, o mamilo deve estar limpo (com água e sem o uso de sabão) e seco. Substâncias á base de álcool, óleo ou outros não são recomendados. Produtos à base de lanolina, cremes, loções e outros devem ser avaliados pelo seu médico ou um profissional da área, pois podem causar alergias ou agravar as lesões.
– começar a amamentar sempre pela mama menos dolorida;
– utilizar diferentes posições para amamentar, aliviando desta forma os pontos de pressão e de maior dor;
– utilizar conchas protetoras, evitando o contato das áreas lesadas com a roupa;
– tomar analgésicos sob prescrição médica, caso esteja com muita dor;
– não utilizar métodos populares para o tratamento das rachaduras, como casca de frutas, folhas de vegetais e chá de camomila. Além de não serem eficazes, podem ser uma fonte de contaminação.
– procure sempre a ajuda de um profissional, pois, a observação da mamada e uma ajuda eficaz e individualizada só serão possíveis com o acompanhamento e observação de sua situação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

catorze − nove =