Sempre queremos o melhor para nossos filhos. Quando estão doentes então, queremos a “cura” imediata, se não a instantânea … afinal somos pais e mães!

Pois bem, alopatia ou homeopatia?alopatia-e-homeopatia

alopatia é a famosa medicina tradicional e a homeopatia é vista como a medicina alternativa, ou seja, a questão quando falamos dos nossos pequenos é: devo começar a submeter meu filho à substâncias “químicas” (remédios) logo cedo quando ele está doente?

A homeopatia é natural? É eficaz?

Vamos entender um pouco mais do que é a homeopatia.

É um especialidade MÉDICA que tem por objetivo tratar a criança de uma forma global, ou seja, como um todo, não somente visando aquela doença do momento. Para isso segue alguns princípios básicos, como:

 

1)      Lei da semelhança: o que provoca uma doença que não existe, cura a doença que existe (faz com que o corpo produza seus anti-corpos), usando produtos da natureza de origem animal, vegetal ou mineral.

2)      Remédio único: o medicamento trata o indivíduo como um todo, baseando-se em suas características individuais, e não cada uma de suas doenças. Embora existam linhas dentro da homeopatia que optem pelo uso de mais de um medicamento.

3)      Medicamento dinamizado e diluído: para que estimulem de forma mais eficaz o restabelecimento da saúde dos pequenos sem agredir o organismo, as chamadas “contra-indicações” dos medicamentos alopáticos.

Fazendo um comparativo direto da homeopatia com a alopatia, podemos notar que a medicação não é “diluída” e “fracionada” na alopatia, acreditando-se assim que a homeopatia é menos tóxica. Há controvérsias!

 

Vantagens da homeopatia

* tratamento é individualizado;
* não há efeitos colaterais na grande maioria das crianças;
* mais chance de medicamentos para um mesmo problema;
* medicamentos feitos com produtos oriundos da natureza: vegetais, minerais ou animais.

 

Desvantagens da homeopatia

* limitações em sua atuação, como em doenças mais graves do tipo infecções e câncer;
* maior tempo para começar a “fazer efeito” o medicamento prescrito;
* disponibilidade maior de horários para tomar o remédio visto que se toma várias vezes ao dia.
 

É importante salientar que dentro da alopatia e da homeopatia existem diversas linhas a serem seguidas, das mais tradicionais as mais liberais, enfim não daria jamais para generalizar nem um, nem outro tipo de conduta de tratamento de forma única.

Fica como dica para todos, que ambas as linhas tem suas vantagens e desvantagens e também que podem ser usadas ASSOCIADAS, ou seja, ao mesmo tempo.

O mais importante é que cada um de nós possamos confiar no pediatra seja ele da linha alopática ou homeopática, para sempre nos orientar na saúde dosnossos filhos.

Também deixo um outro alerta: não procurem os pediatras somente na hora da “doença”, procurem para a PREVENÇÃO, cada linha seguirá um jeito e uma forma de pensar e você seguirá a que melhor, a que lhe agradar mais!

 

Cuidando com amor e dedicação, toda criança terá metade da saúde garantida e a outra metade é confiar em um bom profissional médico.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezoito − dezoito =