imagem

Se seu filho já começou a ficar de pé, segurando em móveis ou se apoiando na parede, preparando-se para dar os primeiros passos, é inevitável que ele acabe caindo mais cedo ou mais tarde. Infelizmente, às vezes, ele pode bater um dente.

Se isso acontecer, verifique primeiramente se ele não machucou o rosto, pois é comum nesse tipo de queda, cortes nos lábios ou em outra parte do rosto.

Caso a gengiva comece a sangrar, pegue um pedaço de gaze umedecida e faça uma pressão no local por cinco minutos ou até parar o sangramento, coloque gelo no local para ajudar a conter o inchaço ou dependendo da idade da criança pode até oferecer um picolé para chupar.

Os dentes-de-leite são importantes porque ajudam a criança a comer e a aprender a falar, e porque eles “reservam” o lugar para os dentes permanentes. Ainda assim, a queda de um dente-de-leite não costuma ser um grande problema porque ele vai acabar sendo substituído.

Levar ao dentista é aconselhável, pois ele fará uma avaliação da extensão do “machucado” e também vai poder confirmar se não houve fratura em outros dentes, incluindo os que ainda vão nascer.

Caso o dente quebre ou ele seja totalmente “arrancado” na queda e você consiga achar, leve-o ao dentista, pois ele poderá tentar “colar” o fragmento ou implantar o dente. Mantenha o pedaço quebrado no leite ou em saliva da própria criança.

Algumas medidas podem ser tomadas para minimizarem as quedas, como colocar nas crianças, calçados com sola antiderrapante, bloquear com portões o acesso às escadas, proteger quinas de mesas, manter a casa livre de objetos e móveis que a criança possa tropeçar, ensinar desde cedo seus filhos a não andarem com colheres, escovas de dente, pirulitos e outros objetos mais duros na boca, pois caso tropecem, o machucado pode ser maior.

A prevenção é nossa aliada, mas se caso ocorrer o “machucado” nos dentinhos, você já sabe o que fazer!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

um × 3 =